1 de jul de 2013

Manifestações


Yooo, chupa chups ~
Genki?
Já tem um bom tempo que eu não apareço por aqui -q   Gomen.
Estou pensando em trocar o layout de novo. Ou eu estou muito viciada em fazer layouts ou sei lá. Eu adorei o template do Meevs, mas ao mesmo tempo eu quero trocar -q     Dúvida cruel. Bem, hoje vim falar das manifestações. Não vai ser bem uma crítica nem nada do gênero, na verdade é mais como a minha experiência própria em relação à isso. Ficaram sabendo da manifestação que teve no Rio de Janeiro ontem (domingo, 30 de junho)? Poisé, eu estava lá. Cheguei lá pras três da tarde e só voltei pra casa às 11 da noite. Eu sei que tem bastante gente que já foi pras manifestações, mas provavelmente não foi tão pesada quanto a minha.



Bem, eu fui com um grupo. Éramos cinco no total, e fomos até a Saens Peña, aonde a passeata começou.-
Não tinha nenhum PM, muito menos violência. A passeata foi tranquila, até chegarmos à rua principal (que daria direto no Maracanã), aonde estava interditado. Os PMs ocuparam a rua quase toda e, ainda por cima, tinham uns quatro caveirões atrás deles. Como a manifestação era pacífica, nós sentamos no chão e ficamos ali. Passou um tempo, deu para perceber que os outros manifestantes começaram a colocar as bandanas. Coloquei a minha com vinagre e talz. Depois, todos começaram a se afastar. Meu grupo foi junto, e eu já tinha começado a entrar em pânico. Aí, começaram a jogar as bombas de gás lacrimogêneo. Puta merda, aquilo ardia demais. Pelo menos eu consegui sair de perto rápido.
Resultado : Eu, a burra, fui dar dois passos para trás, fui empurrada pelos manifestantes que fugiam e, quando eu me dei conta, já tinha me perdido.
Ops, acho que fudeu.


Peguei meu celular e liguei pra minha amiga que estava no grupo. Ela disse primeiramente para que eu desse o nome da rua onde eu estava e que eu ficasse lá. Ok, tudo bem. Dali a cinco minutos, ela me manda uma mensagem dizendo para eu voltar pela rua principal. Meu senso de direção é pior que o do Zoro, então minha primeira reação foi, meio que...

" Ô garota... VOCÊ TEM ALGUM PROBLEMA MENTAL?!! FUMOU MACONHA?! BEBEU?! O QUE FUCKIN' COLOCARAM NO TEU LEITINHO DE MANHÃ?! Quer tanto assim que eu morra por aí, manola?! Sério, O QUE VOCÊ TEM?!1!ONZE! "


Mas não teve jeito. Eu tive que ir por que eu coloquei na minha cabeça que eu não ia me perder, não ia levar um tiro e que tudo ia acontecer bem, por que eu sou diva demais pra ser baleada.


Se você for eu, até que é um bom pensamento, mas... Quem disse que deu certo?
Tentei lembrar aonde era a rua principal, mas só percebi que estava perdida na hora em que veio aquela voz no fundo da minha cabeça dizendo algo como " eu passei por esse prédio à cinco minutos atrás ".
Oh shit.
Ohh, shit.
Mas começou a piorar depois, quando entrei numa rua estreita. A mesma amiga tinha me ligado, perguntando por que eu saí daquela rua. No segundo seguinte, a minha outra amiga roubou o celular da primeira e me fez a mesma pergunta. Consegui sentir a raiva dela depois que eu falei da mensagem -v-  Foi lindo. Dei o nome da rua estreita, e ela me disse para ficar lá. Ok, tudo bem, a rua estava tranquila e talz, não teria problema.
Só que ela estava tranquila.
Dez minutos depois, os PMs começaram a jogar bomba de gás lacrimogêneo perto de mim. Saí correndo e consegui me misturar num grupo grandinho que tinha lá. Depois, começaram a jogar gás do outro lado da rua. O grupo e eu nos agachamos perto de uns prédios e ficamos lá. No meio dessa confusão, consegui ouvir balas de borracha sendo disparadas. Foi aí que a minha ficha caiu.
Eu estava encurralada numa rua estreita, sem poder me mexer, perdida dos meus amigos, meu vinagre tinha acabado, minha mãe estava brigando comigo no telefone querendo que eu fosse para casa por que o Brasil tinha feito um gol (como se isso importasse pra alguém no meio de uma manifestação) e, ainda por cima, eu não podia entrar em pânico por que corria risco de levar uma bala de borracha na cabeça (contando que eles deveriam atirar nos braços ou pernas).

Divino.


Felizmente, os PMs foram embora depois de um tempo e eu consegui pedir vinagre para alguém do grupo. E... E...


A história continua na próxima postagem -v-


É que aconteceu muita coisa, então o post ia ficar muito grande. E eu não tenho mais nada pra falar, então é isso.


Querem mesmo que eu continue a minha historinha? -q    Senão eu paro por aqui. Enfim, próxima postagem talvez eu conte o resto. Depende -q

É... Isso. Até então.

Kissus ~


2 comentários

  1. Ops, eu acho que REALMENTE fudeu -qqqqqqqqqqq
    Velho, essa coisa de se perder é tão....... tão....... assustador. Eu choraria, e pensaria a cada segundo nas formas em que eu poderia morrer. Imagina se o seu celular descarrega??????/ Você ia morrer, é sério, ia morrer.
    E como assim vinagre? Pfvr me explica...... voei completamente com isso.
    ahhhhhhhhhh, e continue a história. Eu demorei de comentar, mas li no dia q tu postou. Li e fiquei com preguiça de comentar, só lembrei hj.

    Eu roubei alguns gifs q tu usou, irei usar na minha próxima postagem, vou por o link daq

    bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É kç FODEOL
      É, poisé. Dá um pânico básico kç E quando você tenta voltar, se perde mais ainda -v- Divino. Né kç Eu ia morrer demais -qqqqq Vish. É que o gás lacrimogêneo (fora da validade, provavelmente) queima os olhos, o nariz e a garganta, então você não consegue respirar direito e nem enxergar direito por um bom tempo. O vinagre tem que ser espalhado pela cara e tem que ser derramado num lencinho amarrado na cabeça (vai ficar tipo o Reita -v-) e ele te ajuda a respirar mesmo que seja um pouco. Quando não tem vinagre, você tipo... Morre de tanta dor -v-
      Eu fiquei sem usar o PC aí não consegui terminar -q Vou tentar agora XD Ok c: Esses gifs são tão bonitinhos XD

      Kissus ~

      Excluir

Regritas :
¹ - Não insulte ninguém
² - Não fale mal de nenhum blog, muito menos o meu.
Qualquer comentário ofensivo será excluído.

Obrigada por comentar XD
Fez uma blogueira filiz :3